New York, da quinta avenida ao sábado à noite, a cidade é sempre um espetáculo !

É interessante lembrar quando em 2007 passei por aqui vindo numa viagem de avião, como qualquer turista acidental que pousa na Big Apple.  Já naquele ano, pairava em minha mente o antigo sonho de cruzar as Américas a bordo de um motorhome.  Numas das grandes lojas de fotografia de New York conversei com o atendente Jason e disse a ele que em breve passaria por ali de carro vindo do Brasil. É claro, que como a maioria das pessoas que comentava sobre esta jornada maluca, ele abriu um sorriso amarelo de quem não acreditava na afirmação. Hoje, início de abril de 2012, estamos com o nosso motorhome estacionado na Avenida Broadway, ao lado do conhecido edifício Flatiron. Fui até a loja que passei em 2007 e lá estava o mesmo atendente. Parece mentira, mas a figura se encontrava no balcão e mais incrível, olhou para mim lembrando-se da minha cara e novamente sorrindo disse: E a viagem de motorhome, quando será ? Então enchi o peito e disse em tom alto e claro: Nosso motorhome com placa do Brasil está aqui na porta, quer ver ? Jason arregalou os olhos e imediatamente se dirigiu para a porta para checar se era verdade. Quando voltou ao interior da loja, como se não acreditasse, saiu comentando com os outros funcionários sobre o fato, foi no mínimo curioso.

     

        

        

     

Passeamos pelas ruas de Manhattan e confesso que fiquei emocionado por estar ali com o motorhome realizando este antigo sonho. Vários brasileiros se aproximaram, duvidando se o carro era mesmo do Brasil. Incrível também foi encontrar com um amigo que conhecemos em El Salvador nesta viagem, Pedro viu nosso carro e saiu correndo gritando meu nome, não acreditamos na coincidência . Depois de ter feito o registro da nossa passagem com um veículo de Guaratinguetá no centro de Manhattan, seguimos para nosso local de parada, a cidade de Jersey City, no estado de New Jersey, bem ao lado de New York. Vale dizer que, não há locais para motorhomes no centro de New York e o estacionamento na ilha é caríssimo. Uma hora pode custar 35 dólares e apenas dois locais aceitam veículos deste tipo.  Outro fato interessante é que para chegar ao centro da ilha de Manhattan é necessário cruzar o rio Hudson e existem vários túneis e algumas pontes. Os motorhomes são proibidos de cruzar o rio por túneis pelo risco de explosão, pois carregam botijão de gás propano e em caso de acidente causariam um grande desastre. Sendo assim, a única forma de chegar ao centro é cruzar a distante ponte George Washington, que é aberta e aceita todos os tipos de veículos, inclusive os caminhões de grande porte. Em Jersey City existe um camping que cobra o triplo das tarifas normais em outras regiões mas vale cada centavo. Você estaciona de frente para os edifícios de New York, bem ao lado do rio, tendo a Estátua de Liberdade ao fundo, um local privilegiado.

     

    

    

     

Para chegar ao centro é muito fácil e rápido, é só pegar o Path, por dois dólares, uma espécie de metrô que vai até a rua 33th, bem no centro de Manhattan, melhor impossível. Para voltar é o mesmo esquema, é só ficar atento nas estações, pois são dois trens, com caminhos distintos. Outra grande emoção nos aguardava em nossa passagem por New York, iríamos encontrar meus irmãos Kiko e Beto, minha cunhada Patrícia e também nosso grande amigo Cláudio Kalil. Estávamos ansiosos para encontrá-los, pois já completamos um ano fora do Brasil e estamos com saudade de todos. Chegamos no sábado, dia 31 de março e meus irmãos chegaram no dia 2 de abril, pela manhã. Combinamos um jantar, assim todos podiam descansar um pouco. Outra pessoa especial também nos aguardava em New York, a nossa querida e adorável prima Luiza Sigaud, que conhece a fundo os atrativos da cidade. Luiza chegou em 1993 e vive aqui até hoje, sempre aproveitando o que a cidade tem de melhor. Ela nos conhece bem e assim gentilmente preparou uma lista dos locais imperdíveis da cidade e também boas dicas de restaurantes onde deveríamos comer.

     

     

     

Fomos seguindo à risca a lista e nos primeiros dias tivemos o prazer de estar com ela em nossos jantares e passeios. Luiza saía do trabalho e nos encontrava no restaurante combinado.  Infelizmente ela estava com viagem marcada para a América do Sul a trabalho, mas ficamos quatro dias em sua companhia o que foi realmente muito gostoso, nos divertimos bastante juntos.  Como a Letícia e a Patrícia não conheciam New York, fizemos os passeios básicos que todos turistas devem fazer quando visitam a cidade pela primeira vez. É fácil andar por aqui, metrô, taxi ou mesmo a pé, tudo muito claro e difícil de se perder. Com parte das ruas numeradas e também a referência de cidade alta e cidade baixa, em pouco tempo você aprende a se locomover utilizando o metrô. O ideal é comprar um passe de sete dias com viagens ilimitadas, assim é só passar o cartão e pronto. Se optar por pagar cada viagem, o custo de cada trecho sai por cerca de dois dólares, sendo necessário recarregar o cartão todo tempo. Outra opção interessante para o visitante de primeira viagem é comprar o passe nos grandes ônibus de dois andares e já incluir a subida ao Top of the Rock. 

     

     

        

Com ele você embarca e desembarca (hopon e hopoff) nos principais atrativos e ainda tem uma visão privilegiada da cidade, acompanhado dos comentários de um guia a bordo. O ideal é comprar este passe nos primeiros dias, assim você pode andar no ônibus conhecendo os bairros e pontos turísticos e depois voltar por conta própria onde mais te agrada. O passe ainda inclui um passeio de barco em volta de Manhattan. Aproveite para ir na estátua de Liberdade a tarde quando a luz está mais bonita, do barco você vai ver toda Manhattan iluminada pelo sol dourado do entardecer.  No centro financeiro, conheça o CityHall, Wallstreet e o Memorial do 11 de Setembro, todos na mesma região.  Os museus são um capítulo a parte, são muitas opções mas os imperdíveis são mesmo o Museu de História Natural, o Museu da Cidade de New York e o Metropolitan. Há muitos outros, vai depender da sua disposição e tempo na cidade.

     

     

        

Com o passe do ônibus na mão, seguimos para o Top Of The Rock, a melhor vista da cidade. Muitas pessoas preferem subir no Empire State Building por ser o mais conhecido e mais tradicional, mas na verdade quando você sobe no Top of the Rock você tem a visão do Empire State e ainda observa o central park e toda baía do rio Hudson. Procure subir por volta das 05h30min da tarde, assim você ainda assiste o pôr do sol do alto que é fantástico. Fique atento que é necessário chegar cedo, pois o tempo de fila e subida é no mínimo 50 minutos.  Se tiver chance, suba nos dois, o Empire State é tradicional e cheio de restrições para subir. As lojas da quinta avenida são magníficas, as novidades da moda, as vitrines deslumbrantes, fachadas luminosas e coloridas, só caminhando você sente de perto todo glamour e as tendências mundiais da moda. Obrigatório entrar nas lojas de departamentos Macys e a tradicional Bloomingdales, a FAO, de brinquedos e ao lado dela a Apple Store. Outras lojas são superinteressantes como a Bath, Bed and Beyond, com artigos modernos e práticos para casa e a B&H, uma das melhores e mais baratas lojas do mundo para comprar equipamentos de foto e vídeo.  A loja atende amadores e profissionais, vale a visita mesmo que você não vá comprar nada, o que é bem difícil. Seguimos nosso tour pela cidade e como não podia faltar reservamos alguns shows e jogos para os dias da nossa estadia. As opções não podiam ter sido melhores, Kiko reservou um show com Sting, Elton John, James Taylor, Bruno Mars entre outros no disputado e charmoso Carnigie Hall, foi muito bom. Beto reservou os ingressos do Homem Aranha e também do novo show do Circ de Soleil, tributo a Michael Jackson, simplesmente um dos melhores espetáculos que já vimos na vida.

     

       

     

A tecnologia e a coreografia utilizada durante as cenas são de tirar o fôlego.  Para fechar esta sessão de shows fomos no Madison Square Garden assistir um jogo de basquete da NBA, nada menos que New York Knicks contra o Chicago Bulls, foi um clássico sem precedentes, parece mentira mas o Knicks empatou o jogo no último segundo do quarto tempo e depois virou o jogo nos últimos segundos da prorrogação ganhando a partida, emocionante !  No dia seguinte fomos caminhar pelo Central Park e ainda alugamos algumas bikes para dar um giro pelo parque que sempre está cheio de nova-iorquinos e de estrangeiros. Deixamos o parque e seguimos caminhando  pelas ruas centrais. A noite chega rápido no outono, passamos pelo Rockfeller Center, pelas luzes e cores do coração da Broadway, onde mega telões de alta definição deixam os turistas maravilhados. New York é assim, compras, moda, espetáculos, cores e muita emoção. O ideal é ficar no mínimo sete dias na cidade, mas ainda será pouco.

     

     

     

Na verdade você pode voltar várias vezes à Big Apple que nunca será igual, as mudanças ocorrem a todo tempo, o mundo todo passa por aqui e esta engrenagem gira sem parar.  Despedimos-nos de todos com o coração carregado de emoção e voltamos para o nosso motorhome rumo à cidade de Lancaster na Pensilvânia.                    

Digg This
Reddit This
Stumble Now!
Buzz This
Vote on DZone
Share on Facebook
Bookmark this on Delicious
Kick It on DotNetKicks.com
Shout it
Share on LinkedIn
Bookmark this on Technorati
Post on Twitter
Google Buzz (aka. Google Reader)

Category : Diário de Bordo

8 Comentários → “New York, da quinta avenida ao sábado à noite, a cidade é sempre um espetáculo !”


  1. Rainor

    7 Anos ago

    Que legal ter descoberto esse site de vocês. Sempre sonhei em viajar num motorhome (ou RV como dizem os americanos) pelo mundo todo. Talvez uma dia eu realize esse sonho. E quanto a Nova York, realmente é uma cidade magnífica, cheia de vida. Mas discordo de uma coisa, não é difícil se perder no metrô, pelo menos para mim que peguei uma linha expressa e, ao invés de descer no Central Park, fui parar no Bronks. Mas uma senhora me ajudou a pegar a linha certa para voltar a midtown.

    Espero que tudo continue bem para vocês e estarei acompanhando a viagem.

    Comentar

    • Eduardo Issa

      7 Anos ago

      Legal Sérgio que nosso relato sobre New york foi útil e continuo a dizer que o metrô da cidade e todo sistema de transporte urbano são fáceis e eficientes, faltou mesmo você ter um mapa do metrô nas mãos e entender sua simbologia. Os trens com a letra em vermelho são expressos e os trens com letras amarelas são locais e param em todas as estações. Depois é saber que lado é downtown e uptown, aí fica fácil. Mas estas pequenas confusões fazem parte do aprendizado e viram estórias para contar…………..rs
      Espero que tenha aproveitado bastante New York, nós adoramos passar por lá
      Abraços

      Comentar

  2. Silvan e Claudinha

    7 Anos ago

    Pessoal descobri o site de voces no BAS e queria saber mais notícias desta sensacional viagem.
    Abraços

    Comentar
  3. Olá, como estão vocês?, vou lhes falar, estamos maravilhados com o relato de New York, realmente estamos com muita vontade de conhece-la.Parabéns pela viagem!
    Nós somos de Brusque S/C, as simpáticas pessoas da Victoria Mothorhomes ja devem ter comentado sobre nós, somos a família que saiu para dar uma volta ao mundo, e estamos agora em Cortez, colorado, Eua !
    Grande abraço, e bons caminhos sempre!
    Até breve!
    att.familianaestrada

    Comentar

    • Eduardo Issa

      7 Anos ago

      Olá amigos de aventura Jocemar, Adriana, Júlia e Miguel
      Legal que estão desbravando nossa américa, realmente são poucos que tem a coragem de meter o pé na estrada desta forma. Deixamos o Brasil em março de 2011 e já completamos 18 meses na estrada e rodamos 80 mil km. Passamos pelo Alaska e ficamos 50 dias viajando por lá, simplesmente fantástica nossa experiência. No final de agosto deixamos o carro em Seattle e voamos para o Brasil para visitarmos nossas filhas e nossos pais. No dia 23 de setembro voltaremos para o nosso motorhome e retomaremos nossa travessia. Quem sabe a gente não se encontra por estas bandas. Seria um prazer conhecer vocês !
      Grande abraço e safe trip !
      Eduardo e Letícia

      Comentar

  4. Wellington

    7 Anos ago

    Excelente post sobre Motorhome, e um sonho que tenho fazer uma viagem de motorhome. Parabens!
    Qual o nome do camping que vc ficou Jersey?

    Comentar

  5. Junior

    6 Anos ago

    Eu vi o motorhome de vocês em Abril de 2012 em Nova York.

    Comentar

  6. Carlos Santos

    6 Anos ago

    Fiquei feliz em descobrir este site, tenho uma enorme vontade de fazer uma viajem como esta, já fui varias vezes aos Estados Unidos, mas sempre Miami, Orlando, New York, Las Vegas e Los Angeles, pretendo fazer uma viajem de carro saindo de Indianapolis-IN indo para Nashiville e Menphis. Pergunto quantos dias para conhecer legal.

    Comentar

Comentar

About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Praesent aliquam, justo convallis luctus

Read More

Connect

If you like to stay updated with all our latest news please enter your e-mail address here